DEPENDÊNCIA QUÍMICA (ALCOOLISMO)




Dependência Química (Alcoolismo)

Como a Psicologia pode contribuir para a recuperação de um dependente?

A princípio devemos ressaltar que para o alcoolismo não há cura, pois se trata de uma doença crônica, ela evolui gradativamente com o passar dos anos. Por isso, quanto antes a pessoa for conscientizada de sua dependência, mais fácil será sua recuperação.

Ao longo dos anos, os danos causados pela bebida vão prejudicando o equilíbrio físico, moral e espiritual, deixando a pessoa cada vez mais debilitada.

Nos dois primeiros estágios detectar a dependência é difícil, pois a mudança de comportamento é sutil, ao ponto de não ser percebido por outros, o efeito da droga é para quem usa, a extroversão flui levando a um estado eufórico, contagiando quem esta próximo, por isso a aceitação não acontece facilmente.

Enquanto que no terceiro e quarto estágio o comportamento do indivíduo se altera muito, resultando em perdas significativas, muitas vezes irreparáveis, o físico já não suporta os exageros, sua mente fica confusa e sua conduta foge aos seus princípios morais. O sofrimento aumenta quando a realidade vem à tona, o arrependimento dos danos causados a si e aos outros os arastam para o fundo do poço, num processo de reclusão e vulnerabilidade penoso.

Co dependentes.

Sonia Cintra Dias – Psicóloga

CRP - 06/126908


0 visualização